Versão 1.0.0 lançada

Alguns dias atrasado em relação à data de lançamento planejada (04/12/2013), está lançada oficialmente a versão 1.0.0 do Novo SGA.

Antes de mais nada, vale a pena lembrar o motivo da data de lançamento. Nesse dia 4 de dezembro fez exatamente 1 ano de lançamento do Novo SGA, e nada melhor do que comemorar 1 ano de projeto lançando uma nova versão.

Aniversário 1 ano

Conforme já relatado no post sobre a versão de testes essa nova versão trata-se muito mais de alterações estruturais e que não será muito notado pelo usuário final. Porém já tive relatos de melhora notável no desempenho.

Para quem utiliza, ou for utilizar, o sistema, a grande modificação está na nova forma de instalar. A partir da versão 1.0.0 será utilizado o Composer para instalar e controlar as dependências. Além de ser um excelente gerenciador de dependências e facilitar muito a vida dos desenvolvedores, também fornece estatísticas sobre quantidade de instalações do projeto/pacote. Conforme link a seguir: https://packagist.org/packages/novosga/novosga.

Para quem quer instalar mas ainda não está familiarizado com o Composer, o manual de instalação pode ser encontrado na página do projeto no github ou na seção tutoriais do fórum.

Outro avanço foi na tradução do sistema para o inglês, alcançando 92% de tradução, e uma tímida tradução para o espanhol (9%). Então aproveito para agradecer aos integrantes da equipe de tradução do Novo SGA:

E agradecer também a todos os usuários que reportam bugs. O sucesso do projeto depende da participação de todos!

Até a próxima!

Notas da Versão
Release notes
Issues fechadas
Comparação versão anterior

MIGRANDO DA VERSÃO 0.7.x
Infelizmente não tive tempo para criar um script de mgiração para a nova versão, então por enquanto não há script oficial para isso. Espero que em breve eu consiga disponibilizar, ou quem sabe alguém faça essa grande contribuíção!.

Gist com SQL de migração para PostgreSQL: https://gist.github.com/rogeriolino/8225832

9 ideias sobre “Versão 1.0.0 lançada

      1. Rogério Autor do post

        Infelizmente não foi dessa vez, mas vou concentrar mais em relatórios na próxima versão.

        Embora muita gente contribui relatando bug e novas funcionalidades, praticamente apenas eu desenvolvo (programo).

        Os orgãos que utilizam o Novo SGA podiam solicitar à area de TI (caso tenha) que participem do projeto (documentando ou desenvolvendo). Com tantos relatos de utilizadores de todo o Brasil, acredito que o sistema estivesse muito mais robusto se mais gente contribuísse no desenvolvimento.

        Abraços!

        Responder
  1. Tiago

    Rogério,

    Parabéns pelo sucesso do novo SGA!!!!!!!!!

    Passando para relatar um bug dessa nova versão, já não sei se foi repassado mas é referente a ordenação dos serviços que estão dentro de alguma Macro.

    Fico no aguardo de alguma resposta.

    Responder
  2. Rogério Autor do post

    Obrigado a todos pelos agradecimentos! Esse projeto é formado por todos nós.

    @Tiago,

    essa lista de serviços é uma encrenca. Para deixar mais rápido e não fazer loop dentro de loop, está listando todos os serviços ordenados pelo nome.

    Acho que o jeito será mudar o modelo para usar uma lista aninhada (como acontece com Grupo e Cargo).

    Obrigado

    Responder
  3. Igor Maneschy

    Olá Bom dia , estou conhecendo seu projeto agora , e já gostaria de dar os parabéns pela iniciativa, vou baixar e testa-lo, para poder implantar no meu trabalho, e vou olhar a documentação e o cod font para aos poucos tentar contribuir com o código, porém de cara fiquei com um dúvida, ví nessa versão 1.0 que não tem o painel server para download, é isso mesmo , ele estão agora dentro do painel web ? ou utiliza o mesmo da versão anterior .
    Obrigado

    Responder
    1. Rogério Autor do post

      @Igor

      As versões a partir da 1.0.0 não são mais compatíveis com o servidor de painel. A tendência é o Novo SGA se tornar uma plataforma fornecendo um APIs para outros projetos se integrarem (como é o caso do Painel Web).

      ps: O Painel Web consulta as senhas via requisições HTTP, o próprio servidor web é o servidor de senhas.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *